Email: [email protected]

Tel: 960216559

PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO EM LIDERANÇA SERVIDORA

A Academia de Líderes Ubuntu visa promover as competências socioemocionais dos participantes, contribuindo para a sua transformação em agentes de mudança ao serviço da comunidade, ajudando a construir uma comunidade mais justa e solidária!

A Academia de Líderes Ubuntu – Escolas Ubuntu é um programa de capacitação destinado a jovens entre os 13 e os 18 anos, desenvolvido a partir do modelo de liderança servidora e com a inspiração de figuras como Nelson Mandela, Martin Luther King ou Malala. Ubuntu é uma filosofia de origem africana que se traduz na expressão “Eu Sou porque tu És”, na valorização da interdependência e da solidariedade. Inspirada por estes valores a Academia visa desenvolver e promover competências pessoais, sociais e cívicas dos participantes, contribuindo para a sua transformação em agentes de mudança ao serviço da comunidade, ajudando a construir uma cidade mais justa e solidária.

ALARGAMENTO DO PROJETO A PARTIR DO APOIO DA DGE


No âmbito do Plano 21|23 Escola+ encontra-se previsto o desenvolvimento da Ação Específica 1.6.2 - Programa para competências sociais e emocionais, fazendo parte de um conjunto de medidas que procura dar respostas à necessidade de recuperação de aprendizagens e garantir que ninguém fica para trás, através de https://escolamais.dge.mec.pt/
Decorrente deste enquadramento, a Direção-Geral da Educação pretende, em parceria com o IPAV, desenvolver, nos anos letivos 2021-2022 e 2022-2023, o Programa Escolas Ubuntu.

O programa Escolas Ubuntu, no âmbito desta medida da DGE, envolve as seguintes ações:
a) Capacitação de 5/6 docentes/técnicos por Unidade Orgânica (UO) aderente, em cada ano letivo, numa ação de 50h, na metodologia Ubuntu;b) Desenvolvimento de Semanas Ubuntu, segundo o modelo estabelecido, em número, data e espaço a decidir por cada UO;c) Desenvolvimento, em cada UO aderente, após a realização da Semana Ubuntu, do seu Clube UBUNTU, com a missão de criação e execução de um plano de atividades que concretize a ética do cuidado, a liderança servidora e a construção de pontes;d) Apoio técnico e pedagógico por parte do IPAV, com a disponibilização do manual do animador Ubuntu, com acompanhamento integral da 1ª Semana Ubuntu de cada ano letivo e acompanhamento remoto das semanas seguintes;e) Atribuição de um diploma a cada jovem participante, no final do ano letivo em que participou na Semana Ubuntu e no seu Clube Ubuntu;f) Participação da UO, em cada ano letivo, no Encontro Nacional Escolas Ubuntu.


PELA VOZ DOS DIRETORES DAS ESCOLAS


O IMPACTO NAS ESCOLAS


1833 Jovens líderes
529 Educadores formados
69 Escolas

PELA VOZ DOS PARTICIPANTES


Pedro Santos,
Aluno da Escola Secundária Dr. Manuel Candeias Gonçalves

(...) Foi uma experiência única, intensa mas transformadora. Fez-me perceber que não sou apenas eu, mas nós (...). Todos somos especiais e temos inseguranças, mas é isso que nos torna humanos Estou muito agradecido por esta experiência!

UBUNTU


Ubuntu é uma maneira de estar na vida. É uma palavra que condensa a verdadeira essência do que é ser Humano. A minha humanidade está intrinsecamente ligada à tua e, por isso, eu sou humano porque pertenço, participo e partilho de um sentido de comunidade. Tu e eu somos feitos para a interdependência e para a complementaridade
Desmond Tutu

PERGUNTAS FREQUENTES


PROJETO ESCOLAS UBUNTU

1. Qual a duração do projeto?
Este programa tem a duração de dois anos letivos: 2021/22 e 2022/23

2. Qual é o público-alvo do projeto?
Alunos do 3º Ciclo do Ensino Básico, Secundário e/ou Profissional (público). No segundo ano do projeto será alargado ao 1º e 2º Ciclos.Educadores (Professores 3º Ciclo do Ensino Básico e Secundário, Psicólogos, Assistentes Sociais, Assistentes Operacionais, Mediadores, etc.).

3. Quais são as atividades previstas nesta iniciativa?
Existem três atividades centrais desta iniciativa:
Capacitação de Educadores » Capacitação de docentes e educadores com a duração de 50h (25h+25h) em regime b-learning. Dois dias e meio presenciais, 25 horas de dinamização da semana Ubuntu e apresentação de reflexões em formato assíncrono.
Semana Ubuntu » (ano letivo 2021/2022) Destinada a jovens com idades compreendidas entre os 13 aos 18 anos, em regime imersivo. Cinco dias (segunda a sexta-feira), idealmente em período letivo, em que educadores e alunos são dispensados das suas aulas e vivem intensamente os cinco seminários temáticos - Liderar como Mandela, Construir Pontes, Vencer Obstáculos, Vidas Ubuntu e I Have a Dream.
Clube Ubuntu » Após a semana Ubuntu e com os alunos que viveram a experiencia, é criado um Clube Ubuntu, cujo programa é definido pelos alunos e educadores. Existe um Manual dos Clubes para apoio na sua dinamização que pode passar pela celebração de efemérides Ubuntu, atividades como ações de voluntariado na escola ou na comunidade, intercâmbios com outros clubes com o objetivo de colocar em prática o pilar do serviço e continuar a manter vivo o espírito Ubuntu durante o ano letivo.

4. São atividades presenciais?
Prevê-se que no ano letivo 21/22 todas as atividades do projeto Academia de Líderes Ubuntu – Escolas aconteçam em regime presencial.

5. Quais os horários da formação?
Propõe-se que a Semana Ubuntu aconteça entre as 9h00 e as 17h00, com período de almoço. No entanto, os horários de formação podem ser ajustados à realidade específica de cada escola. Esta proposta de horário também é válida para a Formação de Educadores, no que se refere às sessões presenciais.
Os Clubes Ubuntu podem ter um horário ajustado à realidade de cada escola, sendo proposto que se reúnam pelo menos uma vez por semana.

FORMAÇÃO DE EDUCADORES

6. Quem são e quem seleciona os Educadores?
Os educadores a participar podem ser Professores, Psicólogos, Assistentes Sociais, Assistentes Operacionais, Mediadores entre outros atores do universo educativo.
A direção da escola deve selecionar, para cada ano letivo, 5 a 6 Educadores. Esta seleção de educadores a envolver na iniciativa, não supõe nenhum vínculo contratual e/ou de habilitação académica específicos. Os critérios mais relevantes são o do reconhecimento da competência para o fazer, bem como a motivação e interesse para desenvolver uma ação deste cariz.

7. Quais as funções dos Educadores?
Os Educadores devem participar na Capacitação de Educadores de modo a familiarizarem-se com o Método Ubuntu e a estrutura do projeto.
Depois, no contexto da Semana Ubuntu, serão os dinamizadores da Semana Ubuntu junto dos alunos selecionados. É a aplicação prática dos conhecimentos adquiridos na etapa inicial do seu processo formativo. A equipa do IPAV estará em permanência durante a primeira semana Ubuntu, para apoio e orientação.

8. Quantos Educadores devem estar em cada Semana Ubuntu?
Na primeira Semana Ubuntu, após as sessões iniciais (2 dias), deverão participar todos os educadores que tenham participado na Capacitação, pois só assim ficam habilitados a poder desenvolver semanas Ubuntu autonomamente. Nas restantes semanas que poderão vir a ser replicadas, o número mínimo para desenvolver a semana Ubuntu é de 3 educadores.

9. Como deverá processar-se a gestão do tempo dos Educadores e estudantes na escola (p.e. gestão do horário, compensação de aulas, etc.)?
Cada escola pode gerir este tema de acordo com a estrutura e procedimento que lhe seja mais conveniente. No caso dos Educadores, será fundamental garantir que possam, durante a Semana Ubuntu, ter o horário letivo livre, para estarem totalmente dedicados a esta atividade. Será igualmente importante considerar algum tempo semanal para o desenvolvimento do Clube Ubuntu (idealmente 60 a 90 minutos semanais).
No caso dos estudantes, estes deverão igualmente ser dispensados das aulas durante a Semana Ubuntu. A compensação ou não do tempo letivo será decisão da direção da Escola.

SEMANAS E CLUBES UBUNTU

10. Quantos alunos deverão ser selecionados para as Semanas Ubuntu?
O ideal é que possam ser grupos entre 20 a 30 estudantes. Embora possam ser realizadas semanas com um número menor de alunos, dada a especificidade do programa, abaixo dos 13 alunos, não é recomendável fazer a Semana Ubuntu.

11. Quem seleciona os alunos? Deverão ser alunos de diferentes turmas e anos letivos ou deverá ser feita uma seleção por turmas?
A escolha dos alunos para a participação no projeto é da responsabilidade da escola, definindo os seus critérios (pode privilegiar perfis de liderança ou estudantes com mais dificuldades académicas e/ou de integração educativa, ou ainda envolver toda uma turma ou selecionar a partir de várias turmas / anos letivos).
A participação na Semana Ubuntu acontece uma vez (cada aluno só participa uma vez na Semana Ubuntu) sendo depois convidado a integrar o Clube Ubuntu.

PROGRAMA

12. Para as escolas onde o projeto já existe, há algum procedimento específico?
As escolas que irão já desenvolver o projeto Ubuntu Escolas para o ano letivo 2021/22, com apoio de outra entidade (autarquia, p.e.) podem inscrever-se igualmente nesta iniciativa, em duas circunstâncias:
1) Se quiserem envolver outra Escola do seu AE, para além da que estava já mobilizada;2) Se quiserem participar no projeto piloto experimental da Academia Ubuntu para o 1º ciclo, que decorrerá no ano letivo 2021/22. Esta candidatura, neste caso, será avaliada pela DGE e validada, ou não.

13. Mantém-se a articulação com o PNPSE?
Sim.

Academia de Líderes Ubuntu // 2021 // Email: [email protected] // Tel: 960216559